.
Chippu - A dica do momento

Disponível nas lojas


.
.
.

ENTREVISTA: Dublê de John Wick nos ensina como criar uma cena de ação perfeita

Chris O'Hara fala sobre o processo dos dublês e o trabalho em seu novo filme, Free Guy

Como se cria uma cena de ação perfeita? Talvez poucas pessoas no planeta sejam tão capacitadas para responder essa pergunta quanto Chris O'Hara. Em seu currículo como coordenador e dublê estão filmes como John Wick, Em Ritmo de Fuga, Jurassic World e Bullet Train. Em entrevista coletiva na qual o Chippu esteve, o veterano contou como é este processo usando de exemplo seu novo projeto, Free Guy - Assumindo Controle, longa estrelado por Ryan Reynolds (Deadpool) e Jodie Comer (Killing Eve), do qual assistimos à primeira hora.


Um dos ingredientes que ajudou a equipe de dublês comandadas por O'Hara em Free Guy foi a experiência dos atores principais.


"Ambos atores vem de um histórico no qual já fizeram trabalhos de ação antes. Então coreografar as coisas com duas pessoas talentosas definitivamente é ótimo. Mas definitivamente temos estilos de lutas e coisas diferentes. Jodie fez muitos trabalhos na Europa com pessoas diferentes, Ryan é sua estrela de ação típica," ele explicou.


Mas como é o passo a passo? Como se ensina os atores a lutar e os coloca em sincronia com os dublês? "Na pré-produção nós descobrimos o que nossas lutas vão ser, fazemos uma visualização de dublês, planejando com base no roteiro e trabalhando lado-a-lado com Shawn (Levy, diretor) e entendendo como essas cenas serão," ensinou o coordenador. "Uma vez que elas estão aprovadas, nós trazemos Jodie Comer e Ryan Reynolds, e trabalhamos com ele separados, porque às vezes é estranho sabe? É como aprender a andar. Você não quer ser envergonhado na frente de um monte de pessoas. Nós só trazíamos eles com um grupo pequeno, revisamos a luta, e depois é repetir, repetir e repetir ao longo de vários dias ou semanas. Fazemos isso com Jodie e Ryan, depois juntamos os dois e fazemos as lutas com os dublês."


ENTREVISTA: Como GTA e Fortnite ajudaram a criar o mundo de Free Guy


Ensaiar, praticar, repetir e treinar é parte da fórmula de sucesso. Por isso, em Free Guy, os atores fizeram isso ao lado da própria equipe. "Todas as lutas foram feitas com meu grupo principal de dublês," revela O'Hara. "Então na hora de revisar, os atores treinaram com as pessoas que estariam com eles no set. Ter essa preparação e ensaios com as pessoas que estarão com eles no dia da filmagem, acho que foi uma ajuda ótima para que Ryan e Jodie ficassem ainda melhores na tela."


É possível perceber a experiência acumulada em seu currículo. O'Hara já graduou de dublê para coordenador, e até para diretor de segunda unidade - papel que também desempenhou em Free Guy. Com tantos dublês se tornando diretores, seria ele o próximo a se arriscar nisso?


"Eu gosto de ser diretor de segunda unidade. Acho ótimo. Acho que é a progressão natural para caras de dublês. Diretores de segunda unidade tendem a ser do mundo de dublês ou de efeitos especiais ou ex-operadores de câmera," ele disse ao Chippu. "Gente que entende de criar um filme. A segunda unidade tende a ser a parte de ação, então é um ótimo degrau para que eu dirija mais. É divertido porque posso ser criativo, posso ver coisas."


Apesar dessa paixão e do sucesso de seus contemporâneos, O'Hara está tranquilo onde está. "Quanto a dirigir pra valer, eu não sei se quero fazer essa mudança. Eu cresci na indústria, costumava viver com (os diretores de John Wick) David (Leitch) e Chad (Stahelski) e ver o sucesso deles e o que eles fizeram para conquistar isso, e Sam (Hargrave, diretor de Resgate), eles são anomalias quanto a dublês indo para o mundo de direção. Alguns caras fizeram isso no passado, um que se destaca é Hal Neitan lá tras, um dos grandes que fez isso lá trás."


"Chad e Dave acharam um tesouro com John Wick. Foi a tempestade perfeita. Tinham um ator ótimo, tinham tudo para iniciar. Foi o projeto perfeito. Sam Hargrave também é um cineasta ótimo. Ele trabalhou com os Irmãos Russo nos Vingadores e eles o ajudaram a fazer Resgate," ele continuou. "Esses caras são super talentosos, mas eu não sei se quero isso é tudo. Ainda sou muito de ficar com minha família. Tenho uma esposa e três filhos. Estou bem feliz com minha posição na indústria do cinema no momento."


Tudo que O'Hara quer é, em meio à tantas lutas e explosões, estar em paz.


Estrelado por Ryan Reynolds (Deadpool), Jodie Comer (Killing Eve), Joe Kerry (Stranger Things) e Taika Waititi (Thor: Ragnarok), Free Guy - Assumindo o Controle mostra um NPC (personagem não controlável de videogames) descobrindo que ele está, de fato, num mundo virtual. Sua estreia nos cinemas brasileiros será em agosto deste ano. A direção é de Shawn Levy (Uma Noite no Museu).