.
Chippu - A dica do momento

.

Vale a pena assinar o Disney+? Guia do Chippu

Tudo o que você precisa saber sobre o serviço de streaming da Disney

Falta uma semana para a chegada do Disney+ ao Brasil. O serviço de streaming será lançado para o mercado nacional no dia 17 de novembro e aumentará ainda mais o número de opções de assinatura que estão disponíveis para o consumidor brasileiro. A questão agora é: vale a pena assinar o Disney+?

E a resposta, como pra maioria das coisas na vida, é: depende. Depende do quanto você está disposto a gastar, depende do que você quer de um serviço de streaming, e assim vai. Com o intuito de ajudar você a tomar a decisão correta, o Chippu está disponibilizando esse guia com tudo que você precisa saber sobre o Disney+.

O que é o Disney+?

A maneira mais básica de descrevê-lo é chamando de "Netflix da Disney." Ele é um serviço de assinatura pago que te dá direito a ver filmes e séries da Disney. Isso significa, então, conteúdo da Walt Disney Pictures, incluindo filmes clássicos (Mary Poppins) e blockbusters modernos (Piratas do Caribe), animações da Walt Disney Animation, desde lendas como Rei Leão até lançamentos recentes como Zootopia. Além disso, você terá as produções das empresas adquiridas pela Disney, incluindo Marvel Studios e todo o seu universo, Star Wars com todos os filmes e a série The Mandalorian, todas as animações da Pixar, documentários do National Geographic e até produções da Fox, recentemente adquirida pelo Mickey e cia.

Quanto custa o Disney+?

Há algumas opções para assinar o Disney+. Se você quiser garantir o melhor preço, pode aproveitar a pré-venda que vai até dia 16 de novembro e pagar R$ 237,90 pelo plano anual (o equivalente a 12 parcelas de R$ 19,82). Caso não queira pagar a pré-venda, há duas opções - o plano mensal por R$ 27,90 ao mês ou o plano anual em seu preço pós-lançamento - R$ 279,90 (o equivalente a 10 parcelas de R$ 27,90). Você terá direito a criar 7 perfis e assistir ao Disney+ em 4 telas simultâneas.

Por fim, você pode aproveitar o combo Disney+ e Globoplay recentemente anunciado pela Globo. Com ele, você garante os dois serviços pagando 12x de R$ 37,90 (totalizando R$ 454,80) no plano anual ou R$ 43,90 no mensal. Para comparação, o Globoplay sozinho custa custa 12x de R$ 19,90 no plano anual (R$ 238,80 totais) e R$ 22,90 ao mês no mensal.

Quais as vantagens do Disney+?

Em uma palavra: biblioteca. A quantidade de conteúdo relevante disponível desde o lançamento será enorme. Estamos falando de décadas de filmes e animações da Walt Disney incluindo os mais clássicos personagens como Peter Pan, todas as princesas e ícones modernos como Elsa, de Frozen, e Moana. É uma proposta especialmente atraente para pais com crianças pequenas em casa ou pessoas que querem revisitar seus musicais favoritos da infância e cantar junto com Tarzan ou Hércules novamente.

E isso é apenas a ponta do iceberg. Há uma grande variedade de séries do Disney Channel, todo o Universo Cinematográfico Marvel, incluindo as futuras séries como WandaVision e Falcão e o Soldado Invernal, tudo de Star Wars - com destaque para a excelente série The Mandalorian - além de grande parte da biblioteca recentemente adquirida da Fox, que traz com si filmes e franquias do tipo X-Men ou Planeta dos Macacos, séries e animações de televisão estilo Os Simpsons, e todo o aprendizado do NatGeo.

Quais as desvantagens do Disney+?

Basicamente, não espere muita novidade constante como acontece na Netflix, que em 2020 inundou o serviço de novos filmes e séries originais, incluindo produções populares (O Resgate, Enola Holmes) e concorrentes ao Oscar (Os 7 de Chicago, Mank) dirigidos por grandes nomes do cinema. Sim, o Disney+ já tem The Mandalorian, as séries da Marvel estão a caminho em 2021 e há filmes e séries produzidos diretamente para o serviço como o live-action de A Dama e o Vagabundo, a gravação oficial do musical Hamilton, a próxima animação da Pixar, Soul, ou High School Musical: O Musical: A Série.

Mas conteúdo novo não é a prioridade da Disney, pelo menos não agora. Pense nos lançamentos como coisas pontuais. Eles não acontecerão com tanta frequência. Talvez o fato de serem produções da Disney, Marvel e Pixar signifique que elas, sozinhas, atraem mais pessoas do que vários títulos das concorrentes, mas a realidade é que você não pode esperar ter uma estreia do seu interesse todo mês.

Enfim, vale a pena assinar o Disney+?

Como já dissemos, depende. Se sua prioridade é ter uma biblioteca histórica com vários conteúdos interessantes e de marcas relevantes, especialmente em termos de produções para a criançada, então talvez o Disney+ seja uma boa pedida. O mesmo vale para fãs enormes de Marvel, Pixar e Star Wars que querem ter acesso imediato e fácil aos filmes e séries desses universos - tanto o que já saiu como o que está a caminho.

Mas se você tem interesse por uma variedade de filmes maior, dramas mais sérios, séries de suspense ou comédia diferentes, e uma constante adição de novidades, então o seu dinheiro será melhor gasto em outro lugar. A questão é o que você quer do seu serviço de streaming.