.
Chippu - A dica do momento

Disponível nas lojas


.
.
.

Star Wars: The Bad Batch - Episódio 1 - Crítica do Chippu

"Depois do Fim" começa a nova série de Star Wars no Disney+

Este post contém spoilers de "Depois do Fim," o primeiro episódio de Star Wars: The Bad Batch


Poucas pessoas entendem de Star Wars como o roteirista e diretor Dave Filoni, responsável por criar Star Wars: The Clone Wars ao lado de George Lucas, trazer Star Wars Rebels à vida e por ajudar a lançar The Mandalorian. Entre seus grandes feitos nas animações está a expansão da mitologia da saga de uma maneira que os filmes apenas sonham em fazer, a criação de personagens que já são icônicos como Ahsoka Tano e Ezra Bridger, e mais. Mas talvez seu maior feito seja o desenvolvimento dos clones, particularmente do Capitão Rex, o que nos traz a Star Wars: The Bad Batch.


Uma continuação direta de Clone Wars focada na unidade 99 dos clones, também conhecida como Os Mal Feitos, The Bad Batch se propõe a mostrar um período raramente observado nas produções de Star Wars, os dias imediatamente após A Vingança dos Sith. Claro, há coisas como Rebels ou Rogue One que se passam nos anos entre o Episódio III e IV, mas esta série animada procura ver o que aconteceu com diversos elementos do universo logo depois da execução da Ordem 66 que decimou os Jedi.


Composta pelo especialista em rastreamento e líder do time, Hunter, do forte mas gentil Wrecker, do genial Tech, do sniper preciso Crosshair e do clone meio máquina Echo, a Clone Force 99 representa clones que receberam "vantagens" genéticas com mutações ou alterações mecânicas. Eles são verdadeiros acidentes felizes. Esse quinteto não segue todas as regras, gosta de improvisar e completa toda missão que recebe. Os cinco são dublados por Dee Bradley Baker, que continua a mostrar como é capaz de modular sua voz de infinitas maneiras. Ele é, sem dúvidas, um dos maiores dubladores do mundo.


Em "Depois do Fim", a estreia de Bad Batch, os Mal Feitos precisam lidar com as consequências da morte de todos os Jedi. Por serem clones "defeituosos", o grupo não é totalmente dominado pela Ordem 66 e fica confuso com a mudança no comportamento dos outros clones, especialmente depois que a República se torna o Império. Filoni nunca foi alguém tímido quando o assunto é contar histórias novas dentro da Galáxia Muito, Muito Distante, e isso não muda aqui.


A ousadia fica clara logo na primeira cena, que mostra os Mal Feitos ao lado de um padawan chamado Caleb Dume, que mais tarde se tornará Kanan Jarrus (Freddie Prinze Jr.), um dos protagonistas de Rebels e dos poucos sobreviventes da Ordem 66. Vemos o momento em que Caleb perde sua mestre Jedi e ali fica claro que a unidade 99 não está hipnotizada pelo Imperador.


"Depois do Fim", assim como o arco do Bad Batch na última temporada de Clone Wars, consegue desenvolver cada um dos seus cinco personagens dando uma voz e personalidade distinta a cada membro, mas o foco desta estreia é, sem dúvida, em Hunter e Crosshair. O líder do time é o que mais questiona as decisões do Império e se rebela contra as ordens constantemente, enquanto o atirador de elite - em parte por sua programação e em parte por seu jeito - acredita que deve se submeter. Ele, eventualmente, abandona seus colegas e se alia ao Almirante Tarkin no exército imperial.


A grande temática deste primeiro episódio é justamente a programação. Sim, quatro dos cinco Mal Feitos resistem à Ordem 66, mas isso não quer dizer que eles não tenham sido geneticamente preparados para algo. Wrecker, por exemplo, mostra grande resistência ao fato de que foi criado para gostar de quebrar coisas (especialmente droides). Eles podem ser imunes à traição contra os Jedi, mas o quanto de suas personalidades é real? Este será o grande drama da temporada e a presença de Omega (Michelle Ang), uma jovem clone modificada que também não cedeu ao Imperador e se junta à unidade em sua fuga. Ela é uma especialista médica e parece encarar o mundo de uma maneira diferente.


Agora, vamos ver como está o resto do mundo de Star Wars depois dos acontecimentos do Episódio III. Saw Gerrera(Andrew Kishino) já apareceu, Rex e Fennec Shand estão a caminho, e Filoni e seu time têm praticamente um quadro branco para pintar considerando quão pouco sabemos sobre estes primeiros anos do Império.

Star Wars: The Bad Batch está disponível no Disney+