Atores de Hollywood entram em greve; entenda as razões e o que acontece agora

Atores de Hollywood entram em greve; entenda as razões e o que acontece agora

Os atores de Hollywood declararam greve nesta quarta-feira (12), dois meses após os roteiristas

Bruna Nobrega
13 de julho de 2023 - 6 min leitura
Notícias

O Sindicato dos Atores dos Estados Unidos (SAG-AFTRA) não conseguiu chegar a um acordo com a AMPTP, a associação que representa estúdios e serviços de streaming e declarou greve nesta quinta-feira (13).

A decisão vem dois meses após o Sindicato dos Roteiristas se paralizar, em maio, e deve afetar vários setores da indústria de Hollywood. Esta é a primeira greve de atores em 23 anos.

Por que os atores de Hollywood estão em greve?

O atual contrato de trabalho do Sindicato dos Atores (SAG-AFTRA) com a AMPTP estava marcado para vencer em 30 de junho deste ano. No entanto, de última hora, ele foi estendido até o dia 12 de julho, porque as negociações entre atores e estúdios – que começaram em 7 de junho – ainda estavam em andamento.

Mesmo com o tempo extra, no entanto, os estúdios não acataram as novas exigências dos atores envolvendo salários e royalties de distribuição de séries, filmes e outros projetos em streaming. Por isso, os atores decidiram parar até que o novo contrato seja resolvido.

O que os atores querem?

O Sindicato dos Atores – que inclui dubladores, atores da TV, do cinema, apresentadores e mais – está pedindo por salários e benefícios melhores, e uma estrutura justa de pagamento residual que reflita o valor da contribuição deles na produção, levando em conta o crescimento no número de serviços de streaming e sua popularidade.

Outra preocupação dos atores diz respeito à Inteligência Artificial. Eles temem que possam acabar perdendo não só os trabalhos, mas também o controle da própria imagem por conta disso. Um membro do sindicato explicou ao Deadline que o episódio "Joan é Péssima", da sexta temporada de Black Mirror, é visto como um documentário do futuro pelos atores.

No episódio em questão, Salma Hayek cede sua imagem através da inteligência artificial para ser usada em uma nova série, que imita a vida de uma mulher comum. Isso faz com que o rosto da atriz seja usado em situações que ela não tem qualquer controle sobre –algo temido pelos artistas do sindicato.

Quais as respostas dos estúdios?

A Aliança de Produtoras para TV e Cinema (AMPTP) divulgou um comunicado lamentando a decisão do Sindicato dos Atores dos Estados Unidos (SAG-AFTRA) de deflagrar greve nesta quinta-feira (13).

"Uma greve certamente não é o resultado que esperávamos, já que os estúdios não podem operar sem os intérpretes que dão vida a nossos filmes e séries de TV. O Sindicato infelizmente escolheu um caminho que levará a dificuldades financeiras para milhares de pessoas que dependem da indústria", afirmou o comunicado dos estúdios.

No comunicado, a associação também afirmou que as negociações propostas pelos estúdios recusadas pelo sindicato incluíam "o maior crescimento de salários mínimos em 35 anos", um crescimento de "76% de lucros residuais em exibições por serviços de streaming no exterior" e "aumentos substanciais em contribuições de pensão e planos de saúde".

De acordo com os estúdios, também foi feita uma proposta "sem precedentes" que "protege a imagem digital de intérpretes, incluindo uma exigência do consentimento do intérprete para a criação e uso de réplicas de digitais ou para alterações digitais de uma performance".

Durante o anúncio da greve, o negociador-chefe e diretor executivo nacional do Sindicato dos Atores, Duncan Crabtree-Ireland, rebateu que a proposta dos estúdios incluía uma cláusula em que figurantes cederiam seus direitos de imagem eternamente para uso em projetos envolvendo IA por apenas um dia de trabalho

O que é o SAG-AFTRA? Quais atores fazem parte?

SAG-AFTRA representa a união de dois sindicatos diferentes: SAG se refere aos atores do cinema, e AFTRA engloba a Federação Americana de Artistas do Rádio e Televisão. Juntos, eles englobam mais de 160 mil artistas. Entre eles, estão nomes conhecidos como Jennifer Lawrence, Glenn Close, Meryl Streep, Pedro Pascal e Joaquin Phoenix. No final de junho, todos se juntaram em uma carta aberta ameaçando a greve.

O que acontece agora?

De acordo com as regras oficiais da greve, os membros do sindicato dos atores não poderão:

- Participar de trabalhos em frente às câmeras, como atuação, canto, dança, coreografias, pilotagem e marionetes.

- Participar de trabalhos por trás das câmeras como dublagem, ADR (gravação de diálogos adicionais para filmes em estúdio), trailers, canto, narrações, incluindo descrição em áudio e coordenação de coreografias.

- Trabalhos de figurante, substituição de atores no set (stand-in), dublê de corpo, testes de figurino e maquiagem, testes de câmera, ensaios, escaneamento, entrevistas e testes de papel (incluindo vídeos auto-gravados)

- Promoção e publicidade de filmes e TV, como turnês, aparições em programas, entrevistas, convenções (incluindo eventos de fãs), festivais, painéis, estreias e pré-estreias, premiações, junkets (eventos de entrevistas para a mídia), aparições em podcast, redes sociais e eventos internos de estúdios

- Negociar ou consentir com acordos para serviços no futuro, novos acordos relacionados a merchandising de projetos atuais, e a criação e uso de réplicas digitais, incluindo reutilização de trabalhos antigos

Como isso vai impactar na TV e cinema?

Inicialmente, pouco vai mudar no cenário. Com a greve dos roteiristas desde maio, muitas produções já foram pausadas, ou por falta de roteiros ou por protestos. O que já está pronto, também deve continuar com os lançamentos marcados, especialmente se os atores já tiverem gravados as entrevistas e participado de tapetes vermelhos –como é o caso de Barbie e Oppenheimer, por exemplo.

No entanto, há a possibilidade de algumas estreias serem adiadas justamente pela falta de disponibilidade dos atores para fazerem a divulgação.

Quanto tempo essa greve deve durar?

É difícil dizer. A greve dos atores de 1960 durou seis semanas. Já em 2000, durou seis meses. A atual greve dos roteiristas em Hollywood já passou dos dois meses.

Essa greve tem relação com a greve dos roteiristas?

Apesar de serem sindicatos independentes, tanto os atores quanto os roteiristas estão em negociação com os estúdios através da AMPTP e muitos dos pedidos são parecidos. (Veja os pedidos dos roteiristas aqui). Além disso, ambos os sindicatos estarem em greve ao mesmo tempo é um marco histórico, já que isso não acontece desde 1960.

greve
hollywood
amptp
atores
greve-dos-atores
greve-dos-roteiristas
sindicato-dos-atores
saf-aftra
chippu-originals

Você pode gostar

titleHBO

A Casa do Dragão: Destino de Aegon, tirania de Daemon e novo plano de Rhaenyra marcam quinto episódio

Capítulo foi marcado pelas consequências da batalha dos dragões em Pouso das Gralhas e prepara terreno para a segunda metade da temporada

Alexandre Almeida
14 de julho de 2024 - 11 min leitura
titleFilmes e Cinema

25 Filmes Imperdíveis Para Ver Ainda em 2024

Longlegs, Coringa: Delírio a Dois, Deadpool & Wolverine, Megalopolis e muito mais ainda em 2024

Matheus Rodrigues
12 de julho de 2024 - 20 min leitura
titleMarvel

Capitão América 4: Quem é o Hulk Vermelho visto no trailer?

Conheça o vilão que deve ser interpretado por ninguém menos que Harrison Ford

Guilherme Jacobs
12 de julho de 2024 - 6 min leitura
titleSéries e TV

11 Séries Imperdíveis Para Ver Ainda em 2024

As estreias já começam em julho com The Bear e Cobra Kai! Veja tudo chega ainda em 2024!

Matheus Rodrigues
11 de julho de 2024 - 8 min leitura