Scott Pilgrim: A Série é um incrível New Game+ para a HQ e o filme

Scott Pilgrim: A Série é um incrível New Game+ para a HQ e o filme

O novo anime transforma a história de Bryan Lee O'Malley de maneira surpreendente

Guilherme Jacobs
17 de novembro de 2023 - 5 min leitura
Notícias

Para quem já leu a ótima história em quadrinho de Bryan Lee O'Malley, ou assistiu ao divertidíssimo filme Scott Pilgrim Contra o Mundo de Edgar Wright, o primeiro episódio de Scott Pilgrim: A Série vai causar muito deja vú. Ver Scott sonhando com Ramona, acordando ao lado de Wallace, tocando com a Sex-Bob-Omb e eventualmente entrando na luta contra Matthew Patel, o primeiro membro da Liga de Ex-Namorados do Mal da garota, é como voltar para um lugar feliz; sensação potencializada quando se assiste ao desenho em inglês, com o mesmo elenco do longa-metragem nas vozes.

No geral, todo mundo soa igual. Mas a voz do Michael Cera, que vive Scott Pilgrim, claramente mudou nesses 13 anos. Do mais, temos: Mary Elizabeth Winstead, Kieran Culkin, Chirs Evans, Brie Larson, Anna Kendrick, Jason Schwartzman, Brandon Routh, Ellen Wong, Aubrey Plaza, Mae Whitman e assim vai.

Scott-Pilgrim-Takes-Off-u-S1-E1-00-03-51-10

Com o estilo expressivo e imediatamente reconhecível da animação do Science SARU — estúdio que traz as páginas de O'Malley à vida de maneira semelhante ao quadrinho mas com um toque próprio que bebe muito, e muito bem, da cultura de anime — há criatividade o suficiente em tela para compensar pela perceptível ausência do ritmo que Wright trouxe com seus cortes inventivos. Ainda assim, há uma certa segurança nisso. É divertido, nostálgico e lindo de ver, mas não é tão interessante. Estamos revivendo os mesmos eventos (para quem leu pelo menos o primeiro volume da HQ, como eu, pela terceira vez), há pouca novidade.

Então, algo acontece. Algo legal, cativante e inesperado surge na conclusão do primeiro dos oito capítulos, e Scott Pilgrim: A Série revela sua verdadeira intenção; transformar a forma como a história de Scott Pilgrim é contada de maneira tão profunda, que os episódios seguintes passam a parecer cada vez menos com a narrativa original, sem nunca perder seu espírito. A comédia, referências a games e personagens estão todos ali, mas de outro jeito.

Scott-Pilgrim-Takes-Off-Main-Trailer-03

É tudo que eu posso falar sem dar spoilers. Me sinto confortável em descrever isso porque o próprio O'Malley comentou isso em entrevista à Entertainment Tonight: "Eu escrevi isso há quase 20 anos. Eu não podia voltar e reescrever palavra por palavra. Eu continuei pensando. Eu preciso contar a história de Scott Pilgrim num mundo onde a história de Scott Pilgrim já foi contada e as pessoas a conhecem. Eu precisava pintar uma nova camada de tinta e bagunçar as coisas."

Dito e feito. Scott Pilgrim: A Série é tanto sobre os temas originais de Scott Pilgrim — o amadurecimento de Scott e Ramona, sua paixão um pelo outro, a cultura do fim dos anos 2000, a cidade de Toronto e seus coloridos habitantes — quanto sobre a ideia de repetir a história de Scott Pilgrim. Se O'Malley queria colocar uma nova camada de tinta por cima de tudo, o seu pigmento escolhido foi a metalinguagem, e graças ao roteiro inventivo do próprio autor junto com BenDavid Grabinski, e a direção idiossincrática de Abel Góngora, que nunca desperdiça uma chance de adicionar uma piada ou enfeite, a pintura fica perfeita.

Scott-Pilgrim-Takes-Off-Main-Trailer-02

Essa proposta transforma o retorno do elenco original em algo além de uma jogada por nostalgia: esse anime é precisamente um exercício em busca de encontrar algo novo dentro do familiar. Scott Pilgrim sempre bebeu muito da interatividade e estrutura cíclica de games, tanto para truques visuais quanto para o próprio esqueleto da aventura. A melhor forma de descrever a série, então, é como o "New Game+". Você começou o jogo de novo, mas sabendo de tudo, e herdando algumas coisas.

Talvez isso torne o anime menos acessível para quem não teve nenhuma experiência com outras versões de Scott Pilgrim (o filme, infelizmente, não está no catálogo da Netflix durante a estreia da série). É difícil reconhecer algo reconfigurado se não há familiaridade alguma com o padrão. Ao mesmo tempo, Scott Pilgrim: A Série é algo claramente desenhado para quem passou os últimos anos visitando e revisitando esse mundo, e para esses, há surpresas e deleites a cada fase.

Scott Pilgrim: A Série está disponível na Netflix

scott-pilgrim
critica
netflix
edgar-wright
bryan-lee-omalley
abel-gongora
michael-cera
mary-elizabeth-winstead
kieran-culkin
chris-evans
anna-kendrick
jason-schwartzmann
brie-larson
aubrey-plaza
bendavid-grabinski
science-saru
brandon-routh
ellen-wong
mae-whitman
chippu-originals

Você pode gostar

titleNetflix

Yahya Abdul-Mateen ll vai estrelar adaptação da Netflix de Chamas da Vingança

Série adaptará mesma obra do filme estrelado por Denzel Washington

Alexandre Almeida
10 de junho de 2024 - 1 min leitura
titleDisney

Resumo Divertida Mente: O que você precisa saber antes de assistir à sequência

Divertida Mente 2 estreia em 20 de junho nos cinemas brasileiros

Bruna Nobrega
10 de junho de 2024 - 4 min leitura
titleHBO

Resumo A Casa do Dragão: O que você precisa saber antes da 2ª temporada

Primeira temporada preparou o terreno par ao conflito que está por vir e colocou duas amigas duelando o poder de Westeros

Alexandre Almeida
10 de junho de 2024 - 8 min leitura
titleSéries e TV

Olimpíadas Paris 2024: Como assistir ao vivo de graça no Brasil

Saiba por onde você pode acompanhar os Jogos Olimpícos

Guilherme Jacobs
7 de junho de 2024 - 2 min leitura