.
Chippu - A dica do momento

Disponível nas lojas


.
.
.

High School Musical: A Série: O Musical S02E08 - Crítica do Chippu

Traição de confiança, formação de novo casal e muito mais...

A segunda temporada de High School Musical: A Série: O Musical já está um pouco além da metade, e a cada episódio, fico mais confusa sobre para onde o seriado pretende nos levar. Se lembrarmos um pouco do capítulo da última semana, já era meio óbvio prever os acontecimentos deste. Depois de Nini - ou agora, Nina - (Olivia Rodrigo) criar um Instagram para compartilhar suas músicas com outras pessoas, não foi surpresa alguma Ricky (Joshua Bassett) ficar enciumado, mas algo não esperado por ninguém é que traísse a confiança da namorada em um momento de fraqueza.


Nini recebe um comentário em um dos seus vídeos sugerindo uma colaboração musical com um cantor, e o namorado sente que precisa a proteger apagando o comentário. Todos os relacionamentos da futura cantora acabaram por falta de confiança. Na primeira temporada, ela termina com E.J. (Matt Cornett) após o garoto roubar seu telefone a fim de deletar uma mensagem enviada por Ricky.


Mas, algo notado logo de cara é ela estar finalmente acreditando em seus sonhos e reconhecendo seu próprio potencial para, futuramente, virar uma grande estrela. Aliás, acredito muito que até o final da temporada, Nini será descoberta por algum olheiro musical, e terá um contrato em alguma gravadora para avançar sua carreira. Principalmente, por todo o sucesso alcançado pela própria atriz Olivia Rodrigo nos últimos meses por conta seu primeiro álbum, ela provavelmente sairá da série em algum momento próximo.


Mudando de reta, E.J. de fato era um dos personagens mais odiados do primeiro ano da produção, mas agora, com a ajuda de Gina (Sofia Wylie) e Ashlyn (Julia Lester), ele percebe as consequências de todas as suas trapaças e tenta melhorar a cada momento. Em uma conversa com Gina, ele diz não merecer um futuro digno, pois foi culpado por sabotar vários momentos com a finalidade de conseguir resultados para se beneficiar, e de alguma forma, prejudicar os outros.


Desde a primeira temporada, percebemos que ele não é uma má pessoa, e sim, alguém necessitado de aprovação por conta do fato de seus pais simplesmente não estarem dispostos a ajudá-lo emocionalmente. Como sempre digo, essa série não existiria se os personagens fizessem terapia, e a falta de confiança de todos esses adolescentes seria a discussão central de várias sessões.



Neste capítulo, presenciamos o Dia da Carreira, onde os personagens fazem testes vocacionais e começam a decidir quais faculdades vão atender no próximo ano. E um dos palestrantes do evento escolar é o pai do E.J., e assim descobrimos o fato dele ter basicamente roubado uma vaga para que o filho estudasse na Duke, universidade onde toda a linhagem passada da família graduou. Assim, o estudante desabafa com Gina sobre a situação, e temos um dos momentos mais incríveis do episódios, onde fica óbvio que os dois adolescentes sentem muito um pelo outro.


Os dois assuntos centrais desta semana foram a autoestima e confiança, algo muito importante a ser tratado em seriados teens. Já disse isso em outras críticas de HSM, mas vale repetir: as produções mais recentes voltadas ao público jovem tendem sim a conversar sobre esses problemas, mas como essa de fato é mais voltada para uma perspectiva infanto-juvenil, ela olha a fase da adolescência de maneira mais leve


Se esta fosse uma produção da HBO ou Netflix, Ricky estaria lidando com seus problemas de relacionamento e com a separação dos seus pais de uma forma completamente diferente. Talvez representado da mesma forma o qual Nate (Jacob Elordi) de Euphoria (HBO) é, alguém lidando com os conflitos através de drogas e bebidas. Ricky tem ansiedade e ataque de pânico, como visto na primeira temporada, e ele faz de Nini seu apoio emocional, e agora, como ele estará nos próximos episódios sem a amada? Mesmo após término, Nini e Ricky continuarão amigos, pois a relação deles foi construída desde a infância, em razão de serem melhores amigos muito tempo antes de pensarem em se relacionar romanticamente. E verdade seja dita, os roteiristas infelizmente forçarão uma volta do casal até o season finale.


Esse capítulo entregou muito, e com certeza, entrou no meu ranking de melhores. Os próximos serão desafiadores, pois no sneak peek, entendemos todos os próximos problemas enfrentados pela galera do East High durante o recesso da primavera.


Toda sexta-feira, um episódio novo de High School Musical: A Série: O Musical é disponibilizado no streaming do Disney+