.
Chippu - A dica do momento

Disponível nas lojas


.
.
.

High School Musical: A Série: O Musical - S02E02 - Crítica do Chippu

As audições começaram e os Wildcats se encontram na ansiedade de fazer o musical acontecer.

No primeiro episódio da 2ª temporada de High School Musical: A Série: O Musical, descobrimos que a próxima peça que o colégio East High reproduzirá este ano é A Bela e Fera. Agora, no segundo, as audições começaram e os alunos se encontram na ansiedade de fazer o musical acontecer.


Logo nos primeiros segundos do episódio, Nini (Olivia Rodrigo) já se mudou para o Conservatório de Jovens Atores em Denver, algo que ficou muito corrido e mal explorado. Não vemos a garota se despedindo dos amigos e do East High. Nesta temporada, a personagem não será tão aproveitada quanto na anterior, mas o público merecia entender um pouco mais a fundo como foi o processo da própria em se mudar de estado e escola.


Ela não está se adaptando muito bem ao novo colégio, pois chegou ali acreditando que seria um lugar para estudar mais ainda sua criatividade e originalidade, porém, as coisas não andam bem assim por lá. O conservatório é um lugar muito rígido que propõe que os alunos sejam iguais e que não tenham opiniões particulares. Ela era a estrela da antiga escola, e ser “mais uma” no novo local não será fácil.


Este segundo ano da série promete explorar um pouco mais os personagens secundários, algo que até este ponto, está fazendo bem. Mas chega ser intrigante o motivo de Gina (Sofia Wylie), que desde o primeiro episódio é alguém completamente amarga e competitiva mesmo após passar por situações complicadas, não ter quase nenhuma motivação para melhorar seu comportamento. É como se ela ficasse presa no mesmo lugar.


Carlos (Frankie A. Rodriguez) é outro exemplo de alguém que se sente superior aos outros e está sem disposição para evoluir. Na peça anterior, ele foi o coreógrafo e braço direito da professora Jen (Kate Reinders), só que aqui, quando ele descobre que o prêmio Menken de companhias de teatro escolares - para o qual o East High está concorrendo - não possui a categoria de “Melhor Coreógrafo”, resolve mesmo assim fazer audição para a peça de A Bela e a Fera com a intenção de ter a chance de ganhar alguma coisa. Com ele, a única coisa que importa é ganhar.


Finalmente, neste episódio somos apresentados à personagem Lily (Olivia Rose Keegan), uma garota que chega fingindo ser alguém com bom coração e com pretensão de criar vínculos com os outros alunos, mas sua intenção é das piores. Mesmo que muito talentosa, ela é presunçosa e mesquinha. Embora Gina e Carlos tenham em si uma parcela destes defeitos, no fundo, eles se importam com os amigos e estarão sempre lá para defendê-los.


É interessante a forma que a série mostra as inseguranças dos personagens, afinal, eles são adolescentes como quaisquer outros que estão passando por uma fase de mudanças. Big Red (Larry Saperstein) é sem dúvidas um dos mais inseguros, tentando não mostrar os sentimentos aos colegas, mas eles acabam transparecendo de uma forma ou outra.


Algo que não funciona é o exagero das referências de musicais, pois o público da série não é apenas composto por amantes do gênero. Alguns, talvez, até nunca assistiram a um musical de palco. As piadas sobre o gênero são ótimas, e quem é fã claramente vai rir com elas, mas os que não fazem parte deste pequeno grupo com certeza ficarão confusos com a quantidade de internas.


Novamente, encontramos algumas identificações com a série Glee. Embora as histórias tenham suas diferenças, o ambiente escolar e as fantasias que os estudantes do East High vivem enquanto realizam suas audições para o musical do semestre lembram várias cenas do seriado de Ryan Murphy. Até mesmo Lily se assemelha muito com o personagem Jesse St. James, interpretado por Jonathan Groff, que no começo da série chega como um vilão que quer destruir o clube de canto.


Nos momentos finais, descobrimos os devidos papéis de cada personagem, alguns merecendo mais do que outros, porém, diferente da primeira temporada, Ashlyn (Julia Lester) e E.J. (Matt Cornett) têm a chance de interpretar quem eles realmente gostariam. As músicas não são o forte do episódio, mas como número principal, uma versão emocionante da canção Minha Aldeia é cantada por todo o elenco.

O segundo ano de High School Musical: A Série: O Musical chega com 10 episódios, e a cada sexta-feira, será disponibilizado um novo na Disney+.