.
Chippu - A dica do momento

Disponível nas lojas


.
.
.

Críticas destacam que drama envolvendo o núcleo humano destoa em Godzilla vs. Kong

As primeiras reações ao filme, no entanto, elogiam as batalhas e a direção de Adam Wingard

Após arrecadar, em sua estreia global, US$ 121.8 milhões mundialmente, alcançando a melhor bilheteria de um filme em um ano, Godzilla vs. Kong chega ao HBO Max e cinemas dos Estados Unidos nesta quarta-feira (31). As primeiras reações dos críticos ao filme são positivas e segundo o Screen Rant, destacam três pontos: a ação e o encontro dos dois titãs, a direção de Adam Wingard e, negativamente, o drama que envolve o núcleo humano do longa. Confira, abaixo, algumas reações dos críticos.

Chris Evangelista | SlashFilm

"Godzilla vs. Kong é um filme sem pretensões. Ele sabe exatamente o que quer fazer, e o que quer fazer é que os monstros destruam prédios enquanto dão socos uns nos outros. E, principalmente, o que esta franquia vem construindo: um filme sobre monstros, não humanos."

Scott Mendelson | Forbes

"É um filme excessivamente simples, especialmente em sua empolgante segunda metade, e funciona como uma matinê de sábado. Meus filhos são grandes fãs dos filmes MonsterVerse anteriores e também gostaram deste. Godzilla vs. Kong não é tão poético quanto Godzilla ou tão rico em personagens quanto Kong: Ilha da Caveira, mas dá conta do recado como um rock-n-roll amigável para IMAX."

Mae Abdulbaki | SR

"Quando se trata da história dos monstros e das sequências de luta, Godzilla vs. Kong realmente cumpre. As aparições de Godzilla são incrivelmente ameaçadoras e trabalham para aumentar a tensão ancestral entre ele e King Kong. As cenas de batalha são fantásticas, com Godzilla e King Kong realmente dando tudo de si para se defenderem um do outro."

Godzilla vs. Kong: Tudo sobre o filme dos titãs do Monsterverse


Godzilla vs. Kong segue as versões mais recentes dos monstros agora em rota de colisão, quando a humanidade busca a ajuda do gorila gigante para combater o Rei dos Monstros, que está agindo de maneira misteriosa e agressiva. O filme de Adam Wingard conta com Alexander Skarsgard, Rebecca Hall, Millie Bobby Brown, Eiza González, Kyle Chandler e Brian Tyree Henry. No Brasil, sua estreia está prevista para 29 de abril.