.
Chippu - A dica do momento

Disponível nas lojas


.
.
.

2020 tem número recorde de filmes dirigidos por mulheres, mas crescimento nos bastidores segue lento

Levantamento foi feito pelo Celluloid Ceiling, o estudo mais antigo e abrangente sobre o emprego feminino no cinema

2020 definitivamente foi um ano histórico para o cinema. No entanto, diante de tantas adversidades criadas pela pandemia, um ponto merece ser celebrado. O número de filmes dirigidos por mulheres bateu recorde, de acordo com o último levantamento do Celluloid Ceiling, o estudo mais antigo e abrangente sobre o emprego feminino no cinema. O relatório revela que mulheres dirigiram 16% dos 100 filmes mais vistos em 2020. Em 2019, a média foi de 12%. Os números indicam uma crescente diante dos colossais 4% em 2018. São dois anos de crescimento, mas também ilustra a discrepância quando pelo menos, mais de 80% dos principais filmes são feitos por homens. [Via Indie Wire]

Segundo o estudo, os números dos bastidores em geral continuam discrepantes. Em 2020, a maioria dos filmes (67%) empregava de zero a quatro mulheres em papéis como diretores, escritores, produtores executivos, produtores, editores e cinegrafistas. 24% empregavam de 5 a 9 mulheres e 9% empregavam 10 ou mais mulheres. Entretanto, 71% dos filmes empregaram 10 ou mais homens.

Por cargos, as mulheres representavam 17% dos escritores (contra 19% em 2019), 21% dos produtores executivos (mesmo com 2019), 30% dos produtores (contra 27% em 2019), 22% dos editores (contra 23% em 2019) e 6% dos cineastas (de 5% em 2019). Todos esses números são para os 250 filmes de maior bilheteria nacional.

“Esse desequilíbrio é impressionante. A maioria dos filmes emprega menos de 5 mulheres e 10 ou mais homens”, disse a Dra. Martha Lauzen, diretora executiva do Centro para o Estudo das Mulheres na Televisão e no Cinema.